Como preparar uma ‘Carta-Convite’ simples e eficaz para entrar na Itália

Decidiu viajar para a Itália?
Não basta comprar as passagens! Você também precisa ficar por dentro de tudo aquilo que é exigido para entrar no país da moda.

A boa notícia é que, se você pretende viajar para a Itália a turismo pelo período máximo de 90 dias, não precisará de visto.
Na fronteira italiana, porém, poderá ser exigido um documento que comprove onde você ficará hospedado.

Se você vai ficar em hotéis ou em bed&breakfast, será suficiente apresentar ao oficial da fronteira o comprovante das reservas.
Atenção: as reservas podem ser feitas em locais diferentes, mas devem cobrir toda a sua estadia na Itália. Ou seja, você não pode deixar para encontrar um hotel aqui. (Saiba como se hospedar na Itália sem pagar nada.)

Mas, se você vai ficar hospedado na casa de amigos ou de parentes, vai precisar ter em mãos uma carta-convite; uma carta feita por qualquer pessoa que é residente na Itália ou que possua permissão de estadia, declarando que aguarda a sua chegada e que você ficará hospedado na casa desta pessoa.

Como preparar uma carta-convite eficiente

A sua carta-convite poderá ser feita em inglês (invitation letter) ou em italiano (lettera d’invito), mas nunca em português, já que ela deverá ser apresentada ao oficial da fronteira italiana.
Na web, é possível encontrar vários modelos de carta-convite, quase sempre complicados e burocráticos, que exigem muitos comprovantes. Fuja destes modelos e prepare uma carta-convite simples e funcional.

Escrita ou digitada, a carta-convite só precisa conter:

  • Dados da pessoa que oferece a hospedagem na Itália (nome completo, documentos pessoais e endereço italiano);
  • Dados da pessoa que será hospedado na Itália (nome completo, passaporte e endereço brasileiro);
  • Dados da viagem (data de chegada e de partida);
  • Razão da visita (turismo);
  • Endereço da hospedagem;
  • Assinatura do autor da carta;
  • Telefone de contato do autor da carta, para que o oficial italiano possa confirmar a declaração.

Por fim, você deverá anexar uma cópia do documento de identificação da pessoa que está na Itália (passaporte, permesso di soggiorno ou carta d’identità).


O nosso modelo de carta-convite

Lettera d’invito

Io sottoscritto/a …… [nome e sobrenome do seu amigo ou parente]  nato/a il …… [data de nascimento] a …… [lugar de nascimento] di nazionalità …… [nacionalidade] residente a …… [cidade de residência] prov…… [província da cidade] in via…… [endereço completo] c.a.p. …… [CEP italiano] occupazione/professione …… [profissão]

con la presente comunico di voler ospitare

il/la cittadino/a straniero/a …… [seu nome completo] nato/a il …… [sua data de nascimento] a …… [lugar de nascimento] di nazionalità …… [sua nacionalidade] residente a …… [cidade de residência] prov…… [Estado] in via…… [endereço completo] c.a.p. …… [CEP]

per il periodo dal …… [data de chegada] al …… [data de partida] a motivo di turismo.

Dichiaro inoltre 

1) di avere con la stessa persona legami di …… [parentela ou amicizia / parentesco ou amizade]
2) di sapere con certezza che la stessa persona nel proprio Paese di origine svolge la seguente attività lavorativa: …… [sua profissão]
3) di possedere le disponibilità economiche ed abitative per poter ospitare il/la suddetto/a cittadino/a straniero/a.

Si allega copia di un documento d’identità del dichiarante.

Cellulare: +39 555 555555
Telefono: +39 555 555555

….. [lugar e data]

….. [assinatura do declarante]


O que acontece na fronteira italiana?

É possível que o oficial da fronteira italiana não peça nada, além do passaporte. Mas, se ele pedir todos os documentos necessários para entrar no país, você deverá apresentar as reservas do hotel ou a carta-convite.

Se você vai usar uma carta-convite, peça para o seu contato na Itália manter o telefone ligado e sempre disponível no dia da sua chegada, pois é possível que o oficial da fronteira decida contatar o declarante para confirmar as informações e a autenticidade deste documento.

E se o seu voo fizer escala em outro país da Europa?

É importante saber que você vai apresentar a carta-convite só uma vez: na fronteira da Itália, se o seu voo for direto, ou na fronteira de outro país da zona europeia de livre circulação, se o seu voo não for direto. Depois de entrar na zona de livre circulação, você pode viajar livremente entre os países desta zona (espaço Schengen), sem precisar mostrar novamente a sua carta-convite.

Se a sua escala for em Portugal, a carta-convite poderá ser feita em italiano, já que neste país muitas pessoas conhecem a língua italiana. Mas, se você precisar fazer escala em outro país da Europa, é melhor preparar uma carta-convite em inglês para evitar problemas e aborrecimentos.

Carta-convite nas mãos! Agora é só preparar as malas.

 

L’Italia è sempre una buona idea!

3 comentários em “Como preparar uma ‘Carta-Convite’ simples e eficaz para entrar na Itália”

  1. Olá, pergunta: Quando apresentar a carta convite às autoridades italianas no aeroporto. Tem que ser assinatura “verdadeira” no papel ou pode ser um documento digitalizado com a assinatura de meu amigo italiano, ou seja, ele terá que me enviar o papel (carta convite) via correio até o Brasil e só assim com a assinatura original, usar no aeroporto na Itália.

  2. Olá, adorei suas explicações, foram muito úteis. A única dúvida é se a carta convite pode ser feita lá pelo meu namorado e enviada via e-mail, visto que correio é muitooo lento. Obrigada

Deixe o seu comentário