Passo a passo: Como levar seu animal de estimação para a Itália

Para a maioria das pessoas o animal de estimação é como um membro da família e viajar para o exterior sem eles é algo impensável. O processo para transportar animais de estimação em aviões é bastante burocrático e exige meses de preparação. A seguir um guia de como realizar todo o procedimento passo a passo.

Leva entre 4 a 6 meses desde os primeiros passos no Brasil até o desembarque do seu animal na Itália, sendo assim, é muito importante que você prepare o seu pet para a viagem com antecedência para que ele não corra o risco de não conseguir embarcar. Além disso, é imprescindível que os passos a seguir sejam seguidos na ordem apresentada para tudo transcorra conforme o desejado.

Este procedimento é padrão para cães e gatos. Para outros animais consulte um médico veterinário especializado.

Tome nota dos documentos a serem providenciados:

  • Carteira de vacinação do seu animal de estimação em dia
  • Certificado de aplicação do microchip
  • Resultado da Sorologia para raiva
  • Atestado de Saúde emitido pelo médico veterinário e no modelo do Ministério da Agricultura (MAPA)
  • Certificado Veterinário Internacional (antigo CZI) emitido pelo órgão do MAPA (Vigiagro)

O Passo a Passo na ordem exata a ser seguida:

1) Primeiro passo: Microchipagem

A primeira providência que você deve tomar é levar seu animal de estimação a um veterinário para a aplicação do microchip. O microchip deve atender os padrões ISO 11784 e ISO 11785 e é totalmente obrigatório.

O procedimento de microchipagem é indolor e deve ser feito por um médico veterinário apto. Após a aplicação você vai receber um certificado com todos os dados do chip.

2) Leve seu animal de estimação para tomar a Vacina Antirrábica

O segundo procedimento a ser feito é levar seu animal para tomar a vacina antirrábica. É importante frisar que o animal já deve estar chipado antes de ser vacinado para que os dados da vacina (como a data em que foi aplicada, marca da vacina, lote etc.) sejam inseridos no chip.

3) Coletar sangue para a sorologia antirrábica

Agora é hora de levar seu animalzinho para coletar a amostra de sangue para a sorologia antirrábica. É necessário esperar no mínimo 30 dias da vacinação para que este procedimento seja feito.

4) Enviar a amostra de sangue coletado para um laboratório credenciado

O médico veterinário que coletar a amostra de sangue do seu animal para a sorologia deve enviar o material para um laboratório credenciado pela União Europeia para análise.

No momento somente 1 laboratório no Brasil é aceito pela União Europeia: o Laboratório TECSA de Belo Horizonte/MG. (O Instituto Pasteur localizado em São Paulo/SP não é mais credenciado)
Importante ressaltar: a coleta do sangue deve ser feita 30 dias após a vacina antirrábica e, no mínimo, 90 dias antes da viagem.
O exame leva cerca de 30 dias para ficar pronto e a sorologia para a raiva é vitalícia.

5) Emissão do atestado de saúde

Chegado o resultado da sorologia antirrábica dentro dos padrões aceitos como normais, é necessário levar seu animal novamente ao veterinário para a emissão do atestado de saúde que deve estar no modelo do Ministério da Agricultura (MAPA) e emitido no máximo 7 dias antes da viagem.

6) Emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Munido de toda documentação citada acima é hora de procurar a Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do seu Estado ou o Vigiagro para a emissão do Certificado Veterinário Internacional (antigo CZI).

O CVI deve ser emitido, no máximo, 10 dias antes do seu animal desembarcar no país de destino.

Custos

Como você pode ver, leva um certo tempo para preparar seu animalzinho para viajar, então se atente aos prazos e não deixe para a última hora pois este procedimento é imprescindível para o embarque do seu pet.
O procedimento custa em média R$1.500,00 ao todo mais a passagem do animal, ou seja, tem um custo relativamente alto. Esteja preparado!

Os valores aplicados para a passagem de um animal variam, sendo assim, entre em contato com a companhia aérea escolhida para se inteirar de todos os detalhes.
No geral, animais com menos de 7 kg podem viajar na cabine do avião dentro da caixa de transporte adequada aos pés de seus donos, porém cada companhia aérea possui suas próprias regras. Se informe sobre todas elas para que tudo corra bem.
É necessário reservar com antecedência a presença do seu animal de estimação na cabine e também seguir exatamente os procedimentos da companhia aérea escolhida. Esteja atento!

Desembarque e Anagrafe Aminali d’Affezione

Seu animal chegou são e salvo ao destino? Ótimo, mas ainda não acabou…
No desembarque você deve apresentar toda a documentação exigida do seu animal. Tenha tudo em mãos para facilitar a apresentação ao agente responsável.

Na Itália é necessário registrar seu animal de estimação no Anagrafe Animali d’Affezione,  que é o departamento responsável pelo registros de animais de estimação. Procure o da sua cidade e lá será feito um cadastro (que é obrigatório) do seu animalzinho com todos os dados pertinentes, tanto do proprietário, quanto do animal.
Se acaso o seu destino for outro, informe-se sobre as regras de cada país.

Prontinho! Agora é só curtir seu fiel companheiro!

Deixe o seu comentário